terça-feira, 30 de novembro de 2010

Germans Do it Better

Dificil nao saber algum esteriotipo relacionado a um Pais. Quem mora fora do Brasil, por exemplo, ja conhece bem o esteriotipo que os brasileiros tem entre os estrangeiros: um povo simpatico que gosta de uma festa ou bagunca.

Eu ate gosto deste nosso esteriotipo, pois melhor ser conhecido como gente boa do que arrogante como os franceses, por exemplo.

Nem sempre os esteriotipos refletem o comportamento de uma nacao inteira e sao na sua maioria um pouco injustos, mas nao tem como negar que eles sao tambem bem divertidos.

O bacana e que vivendo fora do Brasil voce consegue por a prova os esteriotipos que conhece. Por exemplo, os ingleses tem fama de serem muito educados e bastante formais. Eles sao assim mesmo? E os franceses sao mesmo mal humorados? Os americanos sao ignorantes?

Pois eu vivi uma experiencia na Alemanha, ha alguns anos atras, que me fez repensar o esteriotipo alemao: um povo frio e eficiente, que segue as regras.

Estava trabalhando numa feira alema em Cologne e tinha um voo marcado para o Brasil. Como meu voo sairia de Frankfurt de manha bem cedinho resolvi viajar de trem de Cologne ate Frankfurt na noite anterior, afinal os trens alemaes sao famosos pela sua pontalidade e servico impecavel.

Mal sabia que na noite em que estava para pegar meu trem, uma tempestade de vento horrivel aterrizou pela Alemanha inteira e os trens que nunca tinham parado por 18 anos nao iriam funcionar naquela noite.

Eu deveria ter previsto esta tempestade, visto que eles nao paravam de anunciar isto na televisao, mas como nao falo uma palavra de alemao nao notei o que aquela nuvem preta que o rapaz do tempo mostrava incessantemente em cima do Pais realmente significava.

Pois fiz o checkout no meu hotel e fui ate a estacao de trem, para descobrir que absolutamente todos os trens tinham parado e que o Pais havia fechado todos os seus aeroportos. Comecei a fazer uma serie de ligacoes para a minha cia aerea, Lufthansa, para cancelar a minha passagem area pro Brasil, mas ninguem atendia. No Brasil ninguem atendia as minhas ligacoes tambem.

Sem lugar para ficar, pois os hoteis estavam todos lotados, e sem ter como viajar nem cancelar a minha passagem fiquei literalmente que nem barata tonta andando com as malas pra cima e pra baixo da estacao sem saber o que fazer.

Pois no apice da minha frustracao, cai no choro, assim em publico mesmo. Nao era um choro contido, era daqueles de novela das 8, em que a atriz se encosta na parede e vai chorando ate sentar no chao. Pois neste momento senti uma mao me encostar no braco. Era um senhor alemao, com sua esposa, me perguntando porque estava chorando.

Ele mal falava ingles, mas sua esposa conseguiu traduzir para ele a minha situacao. Pois qual foi a minha surpresa ao notar que ele foi a uma fila de pessoas que estavam alugando carro.

A fila era grande e ele foi pacientemente perguntando para cada pessoa qual cidade elas iriam viajar, ate que encontrou 2 alemas que iriam para Frankfurt. Apesar delas nao parecerem nem um pouco a fim de me dar carona, ele conseguiu convence-las a me levar no carro no maior "jeitinho brasileiro". Fiquei tao feliz que so abracava o senhor alemao e sua esposa, sem saber agradece-los com alguma palavra em alemao!

As alemas pediram que eu nao conversasse com elas durante a viagem de carro, visto que elas estavam fazendo uma viagem a trabalho e a empresa delas nao poderia desconfiar que tinha uma pessoa desconhecida no carro. Consegui chegar ao aeroporto a tempo e com a tempestade mais calma, meu voo saiu de Frankfurt no horario.

Essa generosidade do senhor alemao, do qual nem sei o nome, e das alemas que quebraram a regra da empresa me mostrou que a fama de frios e inflexiveis dos alemaes e um tanto injusta. Faco agora entao o agradecimento que na epoca nao pude fazer: Tausend Dank!

10 comentários:

Larissa (também!) disse...

Adoro quando vc faz post de viagem!

Eu morei 6 meses na França 2 anos atrás e, sempre que tinha um tempinho, viajava...
Uma das minhas viagens preferidas - top 3 com certeza - foi pela Alemanha! E fui sem nenhuma expectativa, porque não era um lugar que eu idealizava em nada...
Visitei Munique, Colônia e Berlim... Amei tudo: o lugar, a comida, as pessoas... Eu ficava repetindo incessantemente como era feliz um lugar que vivia de cerveja e salsichas! O único defeito é a língua, que eu não tenho muito desejo de aprender...
E, na França, moravam muitos alemães na minha residência... Você tem razão! Eles eram super receptivos, faziam festinhas, coisa pra brasileiro nenhum botar defeito!

Sempre que quiser postar sobre viagens, você tem público!

Vanessa Olive disse...

Adorei o seu relato. Já visitei a alemanha e realmente me surpreendi por lá. Fui a Berlim, Munique e Colônia também e adorei a receptividade e as cidades. As pessoas falam muito de Paris, mas Berlim vale a pena visitar e voltar, pois é enorme e tem muito o que ver fazer por lá.

Anônimo disse...

Ok. Mas não, eu NÃO gosto do esteriótipo do brasileiro.

Make Bafônica disse...

Sou completamente contra esteriótipos... Tb vivo na Europa, em Lisboa e aqui a fama dos brasileiros não é só de festividade... principalmente com as mulheres... outra coisa que me irrita é que acham que todo brasileiro é da Bahia ou RJ e sendo eu de Curitiba fica bem explicita a diferença rsrsrsrs. Então cada pessoa é diferente da outra independente de nacionaliade. Fora esteriótipos. Beijos de Lisboa

Fernanda Romero disse...

Lari, como você sabe eu moro na Alemanha, em Düsseldorf, há mais de um ano, e tenho contato com os alemães diariamente há bem uns 6 anos, desde que comecei a estudar Letras Alemão. Talvez o estereótipo deles seja pelo fato de serem reservados e muito diretos e objetivos no que precisam dizer - isso muitas vezes é visto como "frieza". Mas eles realmente são o povo mais prestativo que eu já conheci - aqui é praticamente obrigação ajudar uma velhinha de andador ou uma mãe com seu carrinho a subirem no bonde ou no trem. É como qualquer aspecto cultural - só convivendo intensamente que a gente passa a entender como funciona, por isso o erro desses estereótipos... No começo a gente estranha, mas volto pro Brasil na sexta-feira e já vejo que virei alemã pra muitas coisas, como por exemplo na pontualidade, na organização e no planejamento... :)Os alemães são mesmo muito diferentes de nós brasileiros, mas gostei muito da convivência!
Beijos!

Sheila disse...

Ah, não concordo muito com estereótipos. Quer dizer, eles existem e tals, mas não sei se são regras. Já conheci franceses gentis e ingleses rudes. Já convivi com alemães dulcílimos e conheço moooitos brasileiros azedos! rsrs

Line disse...

que historia legal Lari!!!
Isso mostra que em todo canto do mundo existe gente de bom coração!!!

Bruna Belatriz Brasil disse...

Nunca disse isso, mas adoro quando você relata suas viagens, fazem qualquer lugar parecer maravilhoso e agora a Alemanha está nos meus sonhos! Acho que é meio hipocrisia essa questão de gostar ou não de esteréotipos, aqui no Brasil mesmo existem estereótipos para carioca, bahiano, gaúcho, etc. É uma questão de abrir a mente simplesmente e não ficar encucando com aquilo. Beijos.

Larissa disse...

Meninas,
que legal saber que vc gostam dos posts sobre viagens, sempre fico receosa de posta-los uma vez que o blog e sobre maquiagem. Logo mais posto sobre Paris!

Beijos,
Lari

CybMoraes disse...

É bom ler um post desse!